Buscar
  • Janaína Oliveira

Quais os caminhos possíveis para se tornar um Scrum Master?

Atualizado: Mai 10

O Scrum Master é um dos papéis existentes no framework Scrum, junto com o Product Owner e Desenvolvedores. Ele é um agente de mudanças dentro do time/organização que tem como objetivo disseminar os valores e práticas do Scrum onde atuar.


Infelizmente há poucas pessoas capacitadas no mercado para apoiar as empresas que passam pelo processo de transformação digital. Para se ter uma ideia, na última busca que fiz no LinkedIn, veio mais de 1.700 vagas relacionadas ao papel de Scrum Master no Brasil.


Pensando neste cenário e inspirada na figura contida no livro Treinamento de Equipes Ágeis da Lyssa Adkyns, resolvi fazer uma releitura imagem contida na jornada do Agile Coach mas agora abordando a jornada do Scrum Master.


Esta jornada foi pensada considerando: a transição de carreira que fiz, os relatos de amigos que atuam/já atuaram como Scrum Master e exerciam antes outros dos papeis mencionados abaixo e também na experiência de mercado que tenho dos últimos seis anos acompanhando empresas de Tecnologia que adotaram o Scrum.

A jornada foi pensada considerando as transições mais frequentes de carreira para o papel de Scrum Master (SM) e os passos dados antes de a transição efetivamente acontecer:


Releitura da Jornada do Agile Coach (Criado pela Lyssa Adkins- Treinamento de Equipes Ágeis)


Gerente de Projetos/ Analista de Processos para Scrum Master


São pessoas que nem sempre estão satisfeitas com o modelo de trabalho e resultados e mesmo sendo gestores funcionais não conseguem com o modelo atual atingir os resultados esperados. Ou são aqueles que mesmo satisfeitos são curiosos o bastante para buscar novas práticas.

  • É neste momento que o Scrum muitas vezes entra na vida destas pessoas.

  • E com isto, elas vão para o próximo estágio que é o de fazer experimentos iniciais com o conhecimento que estão adquirindo, aplicando práticas e disseminando alguns valores dentro das áreas onde atuam.

  • Após validarem e conseguirem perceber valor, é muito comum que o modelo mental destas pessoas mudem, pois elas conseguem perceber que resultados podem ser atingidos com práticas bem diferentes das tradicionais já conhecidas por elas. E isto faz com que tenham interesse em trabalhar de forma diferente, é nesta situação que buscam interna/externamente uma vaga para o papel de SM.


Analista de Requisitos/Sistemas/Testes para SM


Neste caso, diferente do gerente de projetos, não há influência direta no time por ser gestor funcional das pessoas. A influência que estas pessoas exercem no time onde atuam foi adquirida de forma natural.

No restante, o cenário é bem similar ao anterior: há insatisfação com os processos, práticas e resultados alcançados, o que faz com que as pessoas busquem se aprofundar no conhecimento sobre Agilidade e encontrem o Scrum.

Ao experimentar algumas práticas e validá-las, estas pessoas entendem que querem atuar neste papel, e é comum buscarem vagas interna ou externamente.


Desenvolvedor Experiente para SM


Neste caso, é muito comum encontrarmos pessoas com uma preocupação relevante sobre códigos bem escritos e com grande entendimento de engenharia de software e que, em geral acabam, no curto ou médio prazo sendo uma figura de liderança técnica para o time.


O apreço pelo bom design de código pode aproximar das práticas de Extreme Programming, as quais também tem conexão com Scrum.


Após isto, com o intuito de apoiar o time na gestão das entregas, estas pessoas sugerem práticas do Scrum ao time, como por exemplo, aproximação com o cliente, reunião diária para melhorar o alinhamento interno, quebra dos pacotes de valor ou uma reunião de planejamento antes de começar o desenvolvimento das atividades. Estas iniciativas buscam entender qual o tamanho do desafio, o que pode ser entregue e quais são os riscos.


Deste passo em diante, mesmo que inconscientemente, o profissional já vai percebendo valor e vai apoiando o time sem nem mesmo ainda ser denominado Scrum Master. E acaba se aprofundando no tema devido aos desafios que estão surgindo e quando percebe já está disseminando os valores e as práticas do Scrum para o time e até para a organização como um todo.


MKT, RH, Comercial, Suporte ao Cliente e Outros


A transformação digital na maior parte das vezes começa pelos times de desenvolvimento de softwares, e com isto, as outras áreas da empresa fiquem se perguntando o motivo dos resultados estarem melhorando na TI. Ou ficam curiosos em relação a algumas práticas como fazer reuniões em pé e uso de quadros visuais de fluxo de trabalho.


Ao perceber os resultados, as demais áreas querem replicar, e com isto, algumas pessoas destas áreas se engajam em trazer as práticas para serem aplicadas no contexto em que estão, ou seja, muitas vezes em áreas que não são de tecnologia.


Neste processo, muitas pessoas se identificam com o papel, e a partir daquele momento querem atuar integralmente na função: disseminando conhecimento sobre Scrum e apoiando o time a entregar mais valor para o cliente. No entanto em suas áreas em que atuam o papel não cabe oficialmente, e é comum buscarem um espaço internamente ou em alguns casos até oportunidades fora da empresa.


E ai? Fez sentido para vocês esta jornada?


IMPORTANTE:

A imagem contida no texto é uma releitura do trabalho da Lyssa Adkins e não temos a pretensão de padronizar os caminhos, a nossa ideia é justamente mostrar alguns dos possíveis caminhos dentre tantos que podem existir na jornada de um Scrum Master. =D




BLOG

Categorias

Contato

Obrigada pelo envio!