Buscar
  • Fernanda Lorenzetti

Daily meeting: a coordenação tática e as 2 perguntas infalíveis


Uma das cerimônias que os métodos ágeis sugerem para gerar alinhamento, coordenação e auto organização nas equipes é a daily meeting.


No framework Scrum chama-se daily standup pois sugere-se que seja feita em pé e em até 15 minutos. O framework sugere que nesta reunião sejam compartilhadas, de maneira sucinta, as seguintes informações por cada membro do time:

  • O que fiz ontem que ajudou a meta da sprint?

  • O que pretendo fazer hoje para ajudar a atingir a meta da sprint?

  • Possuo algum bloqueio ou obstáculo que impeça o alcance do objetivo?

Esta é uma reunião chave para inspeção e adaptação. (Scrum Guide - Jeff Sutherland e Ken Schwaber)

Apesar dos três tópicos sugeridos pelo Scrum ajudarem a guiar os membros, eles orientam ao individualismo pois as perguntas não estão focadas no fluxo como um todo.


Já no método Kanban, este encontro chama-se de kanban meeting e o método recomenda que o alinhamento seja feito orientado ao fluxo de valor do trabalho e não nas atividades individuais de cada membro. Ou seja, analisando a partir das fases mais próximas de entregar valor ao cliente (à direita do fluxo) até passar ao início do fluxo (esquerda do fluxo). E dessa maneira, reforça que seja feita na frente do quadro kanban.


A reunião em frente ao quadro kanban, que é um aspecto social central do método e o mecanismo de feedback mais fundamental, ou cadência. Geralmente ocorre diariamente, e seu foco é mais no fluxo do trabalho do que nas atividades dos participantes do serviço. (Essential Kanban Condensed - David J Anderson e Andy Carmichael)

Real objetivo da daily


O grande objetivo dessa cerimônia é gerar coordenação tática. Portanto é muito importante que ela seja conduzida baseada no fluxo de trabalho (por exemplo um quadro kanban com o andamento das atividades). O fluxo visível facilita a interação e discussão sobre os seguintes questionamentos:

  • Estamos no caminho certo em direção ao objetivo deste ciclo?

  • O que podemos adaptar?

Na minha experiência de condução de inúmeras equipes, o modelo de daily meeting recomendada pelo método Kanban é a que mais auxilia para alcançar a coordenação tática.


Facilitador(a) da daily


Não há uma regra explícita nos métodos ágeis sobre quem conduz a daily meeting. Como o objetivo do encontro é o fluxo de trabalho, todos que estão envolvidos nele são responsáveis por fazer uma boa daily. É muito interessante que em times auto organizados essa seja uma atribuição flexível a ser definida pela equipe. Não necessariamente essa é uma atribuição do líder da equipe (ou scrummaster). Após a equipe experimentar o formato que funcione melhor para si, recomendo que essa atribuição seja rotacionada entre todos (diariamente ou por algum o



Armadilhas


Porém geralmente as equipes deslizam em alguns pontos, tornando a reunião menos produtiva e com objetivo confuso. Exemplos de armadilhas:

  • Daily status report: adoramos deixar claro como contribuímos com o trabalho e acontece com frequência dos envolvidos listarem tudo que já fizeram no intuito de “mostrar trabalho”. Isso acaba levando o encontro para uma característica de “status report” a qual não é o grande objetivo proposto. Mais do que saber o que cada indivíduo fez, é importante saber como estamos frente ao desafio do ciclo e como vamos evoluir enquanto equipe.

  • Daily detalhada: no ímpeto de resolver tudo num único encontro, os membros da equipe entram em muitos detalhes sobre itens específicos tirando o foco do fluxo e estendendo, muitas vezes, a duração prevista de 15 minutos de reunião. Neste caso vale sugerir um outro encontro pra entrar em profundidade na discussão.


Perguntas infalíveis

Se você está facilitando o encontro, evite compartilhar a sua análise da situação logo de início. Para que a consciência de fluxo e de coordenação seja criada entre os membros da equipe é importante que as pessoas tenham estímulos para analisar a situação. Para isso, prefira perguntas para gerar reflexão, consciência e buscar o foco.


Ao final da reunião pergunte ao time:


1 - O que o fluxo nos diz?

O fluxo é visível e ele comunica algo. Essa pergunta gera a reflexão sobre todo o fluxo de trabalho e incentiva que as pessoas analisem o todo, não apenas sua sua parte. Dela surgem análises de gargalo no fluxo, quantidade de itens em paralelo, itens antigos no fluxo e reforça a necessidade de maior colaboração a qual é uma forte aliada para ganhar velocidade nas entregas.

2 - Então, qual é a estratégia?

Pode ser a estratégia até o dia seguinte ou a estratégia para se aproximar do objetivo do ciclo.

Nos aproximamos da coordenação tática quando somos capazes de analisar o todo. A palavra estratégia resgata o sentimento de que precisamos agir pra ir ao encontro de um objetivo comum e que precisamos definir caminhos e adaptar para alcançá-lo. Essa pergunta incentiva um fechamento global da análise do andamento em que o time se encontra.


E se mesmo com essas perguntas você entender que existe espaço para melhorar ainda mais, sugiro trazer a daily meeting como tema de uma reunião de discussão de melhorias (retrospectivas) e definir em conjunto cm a equipe: O que a daily significa para nós? O que seria uma daily de sucesso em nosso contexto?

BLOG

Categorias

Contato

Obrigada pelo envio!